Transforme Sacolas Plásticas em Retornáveis

































Os historiadores se dividem quanto a origem do Frivolité. Em alguns antigos hieróglifos se lê que os primitivos egípcios usavam “navetes”, para formar círculos e arcos.Alguns historiadores acham que o “frivolité” teve sua origem na França, visto que o respectivo termo usado em algumas línguas parece se originar do termo ‘frivolité”. Já outras teorias afirmam que o lugar de origem do “frivolité”é a Itália ou a Alemanha.

No fim do século XVI, o “frivolité” tornou-se o passatempo favorito da elite inglesa, sendo que o primeiro indício de sua existência se encontra em 1707, no poema "The Royal Knotter", do poeta inglês Sir Charles Sedley.A protagonista desse poema, a Rainha Mary II (1662-1694), é descrita fazendo “frivolité”.Existem também vários quadros da metade do século XIX,que retratam senhoras fazendo “frivolité”, com  maravilhosa “navetes” de ouro, de marfim, de madrepérola ou de tartaruga, ricamente adornadas ou ornamentadas de pedras preciosas.

Madame Adelaide(1685-1766) filha de Louis XV pintado por Jean Marc Nattier -Palácio de Versailles 

Duquesa de Albemarle (1723-1792) pintado por Sir Joshua Reynolds - National Gallery,London

Mas a primeira descoberta “física” de uma peça feita com “frivolité” é atribuída a Mary Granville, que encontrou duas cadeiras de 1750, com anéis de “frivolité”compondo o seu design.

 

Resolução mínima de 800x600